Reunimos em um mesmo local os mais modernos exames oftalmológicos, proporcionando eficácia nos resultados e comodidade para os usuários.

Equipamentos


YAG Laser Alcon:

O YAG Laser utiliza energia para realização de "cortes" em estruturas localizadas sem liberação de calor (disruptiva). Indicado para capsulotomia posterior, iridotomia e vitreólise anterior. Equipamento moderno, permite modulação detalhada da energia, além de excelente foco com miras ajustáveis.




Stratus OCT III Carl Zeiss:

A tomografia de coerência óptica (OCT) utiliza a luz refletida pela retina e por um espelho de referência para quantificar a espessura da camada de fibras nervosas retinianas, gerando imagens tomográficas de alta resolução das microestruturas oculares, com alto grau de reprodutibilidade. A imagem mostrada no exame equivale a um corte histológico da retina in vivo, podendo ser avaliadas praticamente todas as suas camadas.

É indicado para acompanhamento de patologias maculares (edema macular diabético, edema macular cistóide, adesão vítreo-macular, buraco macular, membrana epirretiniana, retinosquise, degeneração macular relacionada à idade - nas formas seca e exsudativa e distrofias maculares. É capaz de medir a escavação e a espessura de camada de fibras nervosas e sua comparação em exames seriados, o que é muito útil no acompanhamento do glaucoma. Como as informações estruturais são obtidas de maneira não-invasiva, e com elevado detalhamento, não há necessidade de contraste ou preparo do paciente. Outra vantagem é que o aparelho permite não só mensurar, mas também acompanhar patologias longitudinalmente, o que o torna bastante útil a avaliando resposta a certos tratamentos (como, por exemplo, no edema macular diabético).




Campimetro Computadorizada Humphrey® Field Analyzer/HFA II-i - Com novo programa SITA SWAP e Visual Field Index (VFI) Carl Zeiss:

O novo software de análise de progressão do glaucoma (GPA) oferece a possibilidade de quantificar a probabilidade de progressão do glaucoma no programa SITA Standard aumentando a aderência ao exame e permitindo a identificação de pacientes de risco, baseado em grandes ensaios clínicos multicêntricos realizados mundialmente.

É indicado para confirmação de suspeita diagnóstica do glaucoma, para o acompanhamento de sua estabilidade ou progressão, para avaliação da hipertensão ocular, diagnóstico e acompanhamento de patologias neuro-oftalmológicas e distrofias retinianas. Com a nova ferramenta SITA SWAP, a duração do teste é reduzida em um terço do tempo original, o que diminui a variabilidade interteste. Permite ainda submeter à análises de progressão exames realizados com estratégia SITA Standard (o que o equipamento anterior não conseguia) aproveitando exames anteriores realizados com estratégia Full Threshold.




HRT III Heidelberg:

É uma oftalmoscopia confocal de varredura a laser. Um sistema de laser captura imagens de cortes transversais do disco óptico e camada de fibras nervosas peripapilar de profundidade crescente que são combinadas para formar um mapa retiniano tridimensional. É um exame complementar no diagnóstico e acompanhamento de suspeitos e portadores de neuropatia óptica glaucomatosa. Oferece um banco de dados mais robusto e com maior variabilidade étnica, melhor sistema de aquisição das imagens, um sistema de análise de progressão mais desenvolvido e um modelo de avaliação do disco óptico mais avançado.

Com seu software TruTrack™ as imagens adquiridas, de boa qualidade, são alinhadas e comparadas, permitindo análise de presença de sinais de neuropatia glaucomatosa no exame inicial e avaliação de progressão pela análise de alteração topográfica (Topographic Change Analysis - TCA) nos exames subsequentes.




Microscopia especular TOPCON:

Equipamento emite feixe luminoso que reflete o endotélio da córnea de forma magnificada, permitindo exame e análise detalhados in vivo do mosaico endotelial. Indicado no acompanhamento e avaliação de patologias e distrofias endoteliais (córnea guttata, distrofia de fuchs, distrofia polimorfa posterior e edema de córnea), no pré-operatório de cirurgias intra-oculares (catarata, glaucoma e implante de LIOs fácicas para alta miopia), na avaliação de traumas oculares, no acompanhamento de transplantes de córneas e em casos especiais de adaptação de lentes de contato.

Suas principais vantagens estão na possibilidade de análise direta e precisa do endotélio corneano (densidade, morfologia, entre outros) através de software estatístico próprio acoplado ao equipamento e na captura automática das imagens. Versátil, permite captura e análise de imagem central e nos quatro quadrantes periféricos.




UBM Accutome:

O UBM ou biomicrospopia ultrassônica, é uma técnica de imagem que utiliza ultra-som de alta freqüência para produzir imagens bidimensionais do segmento anterior, de forma não-invasiva e com alta resolução.

Indicado na avaliação do segmento anterior em casos de opacidades corneanas, hifemas e cataratas, no acompanhamento de pacientes com glaucoma, pois permite definir a anatomia do ângulo da câmara anterior, visualizar as estruturas do segmento anterior e as relações entre elas - possibilita calcular o ângulo entre a superfície iriana e a superfície posterior da córnea, fazendo, portanto, uma análise quantitativa do ângulo, e na avaliação de casos de fechamento angular, íris em plateau, efusões supraciliares, glaucoma maligno, hipotonia e trauma. Pode, ainda, ser usado após trabeculectomias ou esclerectomias não penetrantes e análise da posição de lentes intraoculares ou como adjuvante na avaliação de tumores de íris, corpo ciliar e periferia coroidal como cistos, nevus e melanoma, pois permite a avaliação e medidas detalhadas das estruturas oculares como a córnea, câmara anterior, íris, recesso angular e, de forma exclusiva, estruturas como o corpo ciliar e esclera de olhos normais e patológicos.




Ultrassom DGH Technology:

Equipamento para realização de ultrassonografia (ecografia) ocular e orbitária. Indicado para a avaliação de patologias vítreo-retinianas diversas, tais como: hemorragia vítrea, descolamento de retina e descolamento posterior do vítreo. Também é muito útil no pré-operatório de cirurgias de catarata, na análise do segmento posterior em opacidades de córnea, na pesquisa de corpos estranhos intra-oculares e na avaliação de traumas oculares penetrantes e tumores intra-oculares. Permite gravação de imagens dinâmicas (filmes) e estáticas (fotos).

O equipamento conta com software versátil e de fácil uso, que permite detalhamento e documentação (fotográfica e filmes) do segmento posterior, confecção de laudos de qualidade. A sonda portátil, de material leve e resistente, permite agilidade e rapidez no exame.




PENTACAM HR (High Resolution) Tomografia de córnea e Segmento Anterior Oculus:

Através do sistema Scheimpflug, permite reconstrução e análise não-invasiva da córnea, câmara anterior e suas estruturas em 3D, por meio de imagens e análises computadorizadas de alta resolução.

Indicado no pré-operatório de cirurgias oculares (excimer laser, catarata, implante de anéis intra-estromais para ceratocone, crosslinking de córnea, implante de LIOs fácicas para correção de altas ametropias, glaucoma e implante secundário de LIOs). Também encontra excelente aplicação no diagnóstico e acompanhamento de diversas patologias (ectasias e distrofias da córnea, astigmatismos regulares ou não, transplantes de córnea, cicatrizes corneanas, glaucoma e ceratites), na avaliação da aberrometria (wavefront) e índices de asfericidade da córnea, na determinação acurada do poder corneano central (pode ser usado para cálculo de LIOs intra-oculares pós-excimer laser), no mapeamento paquimétrico (com detalhamento da distribuição e progressão da espessura corneana em toda sua extensão), na avaliação de parâmetros anatômicos da câmara anterior (profundidade, volume, distância entre estruturas, ângulo camerular e diâmetro pupilar), na adaptação de lentes de contato em casos selecionados, na documentação e medida de alterações presentes no segmento anterior (Ex: tumores de íris, etc.), na densitometria do cristalino e graduação de sua opacidade (catarata) e na análise dos mapas de elevação corneana.

Equipamento mais moderno, sensível e específico para diagnóstico de patologias da córnea e segmento anterior, considerado o melhor e mais confiável método diagnóstico para screening pré-operatório em pacientes candidatos à cirurgia refrativa corneana. Utiliza um sistema de não contato, com captura automática das imagens, e permite armazenamento e comparação de exames seriados, podendo ser usado no acompanhamento de diversas patologias e situações. Emprega um software com diversos índices topométricos e tomográficos (inclusive detecção automática de anormalidades), e permite a visualização detalhada da anatomia corneana (e suas camadas) e do segmento anterior, com vantagem de especificar detalhes como: ponto mais fino (medida e localização), ceratometria central, média, mínima e máxima (medidas e localização) e valor da asfericidade corneana (Q-value).




Retinografia Não-Midriática TOPCON:

Retinógrafo digital de alta resolução. Produz imagens em alta resolução do nervo óptico (inclusive com recurso de estereopsia), mácula e pólo posterior. Possibilita impressão convencional das imagens e/ou armazenamento das mesmas em CDs, disquetes e outras mídias eletrônicas.

Indicado para acompanhamento do glaucoma, de neuropatias ópticas, de distrofias retinianas, de doenças vasculares, da retinopatia diabética e/ou hipertensiva, de patologias maculares (degeneração macular e buraco de mácula) e do edema de mácula. Oferece maior conforto aos pacientes, por não necessitar dilatação. Conta com sistema digital de alta resolução, que permite a gravação das imagens em mídias eletrônicas e não em papel (maior resolução e durabilidade).




IOLMaster Carl Zeiss:

O equipamento faz o cálculo do poder dióptrico das mais diversas lentes intra-oculares através da Interferometria. Emprega um sistema de não contato, extremamente acurado, que fornece e analisa o diâmetro axial do olho (foco macular, o mais importante), ceratometria central (2,5mm), profundidade da câmara anterior e diâmetro corneano branco-a-branco.

Utilizado no pré-operatório de cirurgias de catarata (cálculo do poder dióptrico de diferentes LIOs através de variadas fórmulas de última geração) e na avaliação de propriedades anatômicas do segmento anterior. Não necessita contato ou dilatação, trazendo maior conforto aos pacientes. O método é considerado, por consenso mundial, como "padrão-ouro" no cálculo do poder dióptrico de LIOs. Execução rápida e objetiva, sem interferência ou possível viés do examinador.




Ocuscan Ecobiometria + Paquimetria Ultrassônica ALCON:

Equipamento de ultrassom de última geração. Permite a verificação da espessura corneana através da aplanação (paquimetria ultrassônica - padrão-ouro para diagnóstico e acompanhamento em diversas patologias) e a realização de ecobiometria de aplanação e imersão, através de "Prager Shell".

Indicado no diagnóstico e acompanhamento do glaucoma (em casos congênitos e em adultos), das patologias da córnea e no pré-operatório de cirurgias refrativas (excimer laser e catarata). Possibilita o cálculo do poder dióptrico de diferentes LIOs. Suas principais vantagens, diante de equipamentos semelhantes, estão na possibilidade de avaliação da espessura corneana central e periférica, na análise estatística (média, desvio-padrão, margem de erro) das medidas paquimétricas, na fácil visualização na tela e impressão, no cálculo preciso do tamanho axial do olho, podendo ser feito pelo método de aplanação ou imersão ("Prager Shell"), na análise rápida e automática dos dados) dispõe de várias fórmulas para cálculo preciso de diferentes LIOs).




PAM:

Tabela de avaliação visual de alto contraste. Empregado no pré-operatório de catarata e outras cirurgias oculares (possibilita a estimativa do potencial visual a ser recuperado após procedimento), e no acompanhamento de patologias retinianas. De fácil entendimento e execução pelos pacientes, oferece resultado prático e objetivo.




Angiofluoresceinografia:

A Angiofluoresceinografia é um exame que se utiliza de contraste endovenoso para a documentação das imagens deste contraste nos vasos da retina. É um exame de suma importância para a avaliação das doenças vasculares retinianas associadas ao diabetes, degenerações maculares quadros inflamatórios e infecciosos. O equipamento que utilizamos para o exame é o VISUCAM. Um aparelho de captura de imagens de ultima geração 100% digital.




FDT Matrix:

O exame de FDT apresenta menos variabilidade intra e interteste quando comparado à perimetria convencional. Nos casos de perda de campo visual inicial, autores de vários estudos encontraram sensibilidade de 85% e especificidade de 90%.

Embora o FDT original tenha demonstrado excelente desempenho clínico, houve algumas limitações que impulsionaram o desenvolvimento de uma segunda geração de perimetria FDT, Humphrey Matrix, o que o torna melhor para detectar perdas iniciais de campo por glaucoma e sua progressão. Além de empregar uma estratégia inteligente conhecida como ZEST (Zippy Estimation of Sequential Thresholds), similar ao SITA do perímetro Humphrey. O Humphrey Matrix tem um pacote estatístico reforçado para interpretação dos resultados, baseado em resultados de testes de ambos os olhos de mais de 270 indivíduos (controles normais com idades compreendidas entre 18 e 85 anos). A perimetria FDT Matrix tem se mostrado equivalente à estratégia SITA Standard do perímetro Humphrey na capacidade de distinguir olhos normais de glaucomatosos.

O FDT Matrix representa uma inovação na perimetria, com relevante utilidade como exame complementar, principalmente em pacientes com suspeita de glaucoma ou nas fases iniciais da patologia.




Visante OCT:

A Tomografia de Coerência Óptica (OCT) é um método não invasivo (não há necessidade de contato) que permite a aquisição rápida, minuciosa e de alta resolução de imagens para avaliação do segmento anterior. Utilizando um comprimento de onda de 1.310 nm, resolução axial de 18 µm e resolução transversa de 50 µm, o Visante OCT fornece imagens primorosas e altamente detalhadas do segmento anterior.

Possíveis indicações

Córnea
• Aferição detalhada e precisa da espessura em qualquer local desejado;
• Mapa paquimétrico (especial interesse no estudo de ectasias e patologias endoteliais);
• Extensão e profundidade de opacidades corneanas (especial interesse na avaliação de PTK);
• LASIK: avaliação da localização, integridade e espessura do Flap,além de determinar o leito estromal residual de maneira detalhada;
• Anel intraestromal: planejamento, localização e profundidade em toda sua extensão;
• Transplantes de córnea lamelares e penetrantes: detalhamento de imagem onde desejado;
• Úlceras de córnea: extensão e profundidade;
• Afinamentos corneanos;
• Avaliação da localização, extensão e profundidade de incisões corneanas (Ex: pós-RK);
• Diagnóstico, localização e aferição da extensão de descolamentosda membrana de Descemet.

Segmento anterior
• Profundidade central, periférica ou onde desejada da câmara anterior (exame dinâmico);
• Avaliação detalhada de tumores do segmento anterior (lesões císticas, sólidas ou mistas);
• Avaliação em alta resolução de alterações causadas por traumatismos;
• Avaliação dos implantes de lentes de câmara anterior: margem de segurança endotelial, distância do cristalino, entre outras informações relevantes;
• Simulação pré-operatória de LIOs da câmara anterior em olhos Fácicos.

Glaucoma
• Avaliação e medidas do ângulo iridocorneano;
• Avaliação detalhada de sinéquias anteriores (localização e extensão);
• Avaliação de iridotomias, implantes de drenagem (tubos), bloqueio pupilar e Síndrome de Íris em Plateau.




Visante OMNI:

O novo e pioneiro software do Visante permite sincronia com o topógrafo corneano Zeiss Humphrey ATLAS, criando uma nova dimensão na avaliação de córnea e segmento anterior. O software V-Trac® assegura alinhamento automático para a combinação das imagens captadas pelo OCT e topógrafo, permitindo a análise conjunta dos diferentes dados gerados pelos equipamentos. A capacidade de combinar dados topográficos do ATLAS com a precisão do mapa paquimétrico do Visante, fornece dados da superfície anterior e posterior da córnea associados à análise paquimétrica detalhada. Desta forma, constitui excelente ferramenta diagnóstica na avaliação de patologias corneanas e no pré-operatório de pacientes candidatos à cirurgia refrativa, assim como seu seguimento pós-operatório.

O Holladay Report fornece em uma única página uma visão global e de fácil interpretação de:
• Mapa topográfico (discos de Plácido) tangencial e axial (sagital);
• Mapas de elevação anterior e posterior;
• Índices de asfericidade e aberrometria corneana;
• Ceratometria central e periférica;

Análise do mapa paquimétrico global individual e relativo (comparativo com população controle), o que facilita a localização de locais com mudança abrupta da espessura auxiliando a detecção precoce de patologias como o ceratocone.

O software ATLAS PathFinder II Corneal Analysis® indica dados para detecção de ectasia e outras alterações corneanas, estando integrado à análise topográfica. A análise da aberrometria (wavefront) corneana e simulação de imagem de aberrações de alta ordem de origem local também são disponibilizadas, assim como há medidas do poder corneano em diversas regiões, o que é útil na determinação do K a ser utilizado no cálculo de lentes intraoculares em pacientes previamente submetidos à cirurgia refrativa corneana.




Rua Castro Alves 10, Méier - Rio de Janeiro, RJ - CEP 20775-040 | Telefone: (21) 2501-4646